Tratamento para rinite: tudo o que você precisa saber

by | 30/06/22 | Otorrinolaringologia

Se você sofre com rinite, saiba que não está sozinho: Segundo a Organização Mundial da Alergia (WAO), cerca de 40% da população mundial sofre com esse problema.

Espirros, nariz entupido, corrimento nasal, coceira… a rinite pode ser MUITO incômoda. 

Uma crise de rinite é capaz de interferir no sono, na concentração e no desempenho no trabalho e na escola. 

Embora não exista nenhuma cura definitiva para a rinite, existem diversos tratamentos disponíveis para aliviar os sintomas. Mas, para tratar o problema, primeiro é importante saber a origem da alergia.

Rinite alérgica X rinite não alérgica

Nosso nariz funciona como um filtro, que impede que partículas perigosas atrapalhem o funcionamento do nosso pulmão.

Quando nosso corpo identifica essas substâncias, ele entra em modo de defesa, produzindo os sintomas já conhecidos: espirros, coceira e muco. 

A rinite alérgica afeta pessoas cujo sistema imunitário reage exageradamente a essas partículas que estão ao nosso redor. Essas substâncias são chamadas de alérgenos. 

Alérgenos comuns são poeira, pólen, pelos de animais, ácaros, fungos, tabaco e produtos químicos

A rinite não alérgica, por outro lado, não é causada por uma reação a um alérgeno, mas sim por uma variedade de outros fatores, como mudanças nas temperaturas, umidade, poluição do ar e até mesmo o funcionamento inadequado do sistema imunológico.

Ela também é caracterizada por uma inflamação na mucosa e apresenta sintomas semelhantes ao da rinite alérgica. 

Alguns fatores de risco podem aumentar o risco de desenvolvimento da rinite não alérgica, tais como o uso prolongado de descongestionantes nasais e infecções virais. 

Rinite e a chegada do inverno

A rinite geralmente é mais intensa durante o inverno devido às baixas temperaturas e baixa umidade do ar. 

Isso porque quando o ar é frio e seco, as narinas ficam irritadas e nossa mucosa, primeira defesa contra vírus e bactérias, fica ressecada, o que acaba por fragilizar nosso sistema respiratório

Alérgicos à poeira e aos ácaros também podem encontrar suas rinites agravadas durante o inverno, pois esses alérgenos tendem a se acumular mais em ambientes fechados e secos.

Prevenções para evitar a rinite 

Algumas recomendações para evitar alergias respiratórias, como a rinite, incluem:

Controle da poeira domiciliar (ácaros): Os ácaros são insetos microscópicos que utilizam a poeira domiciliar para se desenvolverem. As fezes dos ácaros representam os fatores desencadeadores mais comuns da asma e rinite alérgica. 

Os colchões e os travesseiros geralmente são os maiores reservatórios de ácaros dentro da nossa casa e devem ser encapados com uma capa especial antiácaro que bloqueia a passagem dos ácaros.

As roupas de cama devem ser lavadas com frequência e é ideal que no quarto de dormir você evite móveis ou objetos desnecessários que possam acumular poeira. 

Outro maneira importante de controlar a poeira domiciliar é realizar diariamente a limpeza da casa com um pano úmido. Evite uso de vassouras, espanadores ou aspiradores de pó, já que estes são ineficazes para controlar a poeira.

Controle dos fungos (mofo): O mofo domiciliar se desenvolve em áreas da casa com umidade elevada, como porões, banheiros ou guarda-roupas. Os fungos que formam o mofo liberam pequenos esporos que frequentemente causam alergias.

Todos os ambientes da casa, em especial os porões, banheiros e a cozinha devem ser bem ventilados e receber limpeza periódica.

Controle da umidade relativa do ar: Para reduzir os ácaros, é importante manter a umidade relativa do ar abaixo de 50% dentro de casa, usando um desumidificador ou um aparelho de ar condicionado. 

Lembre-se também que os filtros de ar dos aparelhos de ar condicionado devem ser limpos e trocados periodicamente.

Tratamento para rinite

Para realizar o tratamento correto, é importante identificar a causa da rinite, mas às vezes isso pode ser um desafio.

Se a rinite não é alérgica, alguns tratamentos podem incluir aumentar a umidade do ar, evitar temperaturas extremas, descansar de atividades que possam agravar os sintomas e usar medicamentos para aliviar a inflamação e os demais desconfortos. 

Se a rinite é alérgica, a melhor maneira de tratá-la é evitar o contato com o alérgeno que está causando a reação. Medicamentos como anti-histamínicos e corticóides também são usados para aliviar os sintomas. 

Seja qual for a causa da sua rinite, falar com um médico especialista é a melhor forma de descobrir como tratá-la. 

O tratamento para rinite varia de acordo com o histórico de saúde, os hábitos e as necessidades de cada pessoa, portanto é essencial conversar com um médico para que ele indique o tratamento mais adequado. 

Com o tratamento correto para a sua rinite, com certeza você irá melhorar sua qualidade de vida. 

Tratamento para rinite na Somed

A Somed possui um quadro de médicos especialistas em alergias respiratórias para ajudar você a cuidar da sua saúde. 

Faça uma avaliação com um de nossos médicos e descubra o melhor tratamento para a sua rinite.

O que é o exame de espirometria?

O que é o exame de espirometria?

Você sabe quanto ar o nosso pulmão consegue armazenar?  Se sua resposta foi “depende”, você está no caminho certo para responder à pergunta.  Medir o fluxo de ar que entra e sai de nossos pulmões nem sempre foi simples, desde a Grécia Antiga existem relatos...

O que é paralisia do sono?

O que é paralisia do sono?

A paralisia do sono é um distúrbio do sono caracterizado pelo sentimento de imobilidade durante a transição do estado de vigília para o sono — quando a pessoa está indo dormir — ou do estado de sono para a vigília — quando a pessoa está acordando. A pessoa afetada por...

Asma: causas, sintomas e diagnóstico

Asma: causas, sintomas e diagnóstico

A asma é uma doença respiratória provocada por uma inflamação nas vias aéreas, causando dificuldades para respirar e uma série de outros sintomas.  As crises de asma são a 4º causa de internação em hospitais no Brasil e estima-se que existam no país...

Distúrbios do sono: transtornos que podem afetar o seu descanso

Distúrbios do sono: transtornos que podem afetar o seu descanso

Ter uma boa noite de sono é tão importante quanto manter uma boa alimentação ou praticar exercícios físicos. É durante o sono que ocorrem as reparações celulares e o cérebro descansa e se prepara para o dia seguinte.  Sem uma boa noite de sono ficamos cansados,...

Polissonografia: como funciona e para que serve?

Polissonografia: como funciona e para que serve?

Você sabia que enquanto você dorme diversas áreas do seu cérebro controlam o sono e influenciam seus diferentes estágios? A polissonografia, também conhecida como estudo do sono, é a monitorização dessas diversas funções do organismo realizada enquanto o paciente está...