Distúrbios do sono: transtornos que podem afetar o seu descanso

by | 30/06/22 | Medicina do Sono

Ter uma boa noite de sono é tão importante quanto manter uma boa alimentação ou praticar exercícios físicos. É durante o sono que ocorrem as reparações celulares e o cérebro descansa e se prepara para o dia seguinte. 

Sem uma boa noite de sono ficamos cansados, irritados e sem concentração, o que pode afetar o nosso dia a dia, seja no trabalho ou nos estudos. 

Uma boa noite de sono ajuda a melhorar a memória, a concentração e o raciocínio. Dormir o suficiente também impede o aumento do stress, da fadiga e da ansiedade.

Embora o sono seja tão importante para nossa saúde, distúrbios do sono são mais comuns do que se imagina: uma pesquisa realizada em 2019 pela Associação Brasileira do Sono revelou que 65% dos brasileiros têm problemas de qualidade no sono. 

Como saber se estou dormindo mal? 

Se você não estiver dormindo o suficiente, ou se o seu sono não for reparador, você pode estar dormindo mal. 

Um dos principais sintomas de que estamos dormindo mal é o cansaço diurno: se você está sentindo um cansaço constante durante o dia, ou se já acorda se sentindo cansado, pode ser um sinal de algo está errado com seu sono. 

Outros sinais incluem:

  • Acordar durante a noite
  • Dificuldades para adormecer 
  • Sono excessivo durante o dia
  • Mudanças de humor
  • Baixa produtividade
  • Falta de concentração
  • Ansiedade

É importante procurar um médico e investigar mais a fundo a causa desses e outros sintomas que podem indicar problemas no sono. 

A Medicina do Sono é a área da Medicina que estuda e trata dos distúrbios do sono. São os médicos especialistas em medicina do sono que podem diagnosticar e indicar o melhor tratamento para os transtornos que podem afetar o seu descanso. 

Distúrbios do sono

Os distúrbios do sono podem afetar a qualidade do sono, a duração do sono e a capacidade de uma pessoa de se sentir repousada. Existem diversos distúrbios do sono e pessoas de todas as idades estão suscetíveis à eles. 

Insônia

A insônia é caracterizada pela dificuldade em iniciar o sono ou permanecer dormindo. Ela é o sintoma de algum outro problema, e pode ser causada por uma série de fatores.

A insônia pode ser classificada como: 

  • Insônia transitória, quando não se repete ou tem duração inferior a quatro semanas — geralmente surge em consequência de estresse ou excitação; 
  • Insônia de curta duração, que pode resultar em quatro semanas a seis meses de dificuldades para dormir — geralmente surge em consequência de estresse no trabalho ou em casa;
  • Insônia crônica, quando os sintomas são experimentados todas as noites ou na maioria das noites, com duração maior do que 6 meses.

Apneia do sono

A apneia do sono é um transtorno do sono grave que ocorre quando a pessoa tem problemas para respirar durante o sono.

Esses episódios de obstrução da garganta durante o sono podem se repetir inúmeras vezes durante a noite, sem que a pessoa perceba o que está acontecendo. 

Quando ocorre repetidamente, a apneia tem como consequência a redução da oxigenação do sangue, o que pode resultar em danos ao organismo.

Narcolepsia

A narcolepsia é um distúrbio do sono que causa sonolência diurna excessiva, cataplexia (perda de controle muscular súbita e involuntária), paralisia do sono, alucinações hipnagógicas (“visões” que ocorrem nos estágios iniciais do sono) e comportamentos automáticos, durante os quais atividades complexas podem ser realizadas sem consciência ou memória do ocorrido.

O primeiro episódio de narcolepsia, em geral, ocorre na puberdade, entre 15 e 25 anos. Sua prevalência é de cerca de 50 a cada 100 mil pessoas. 

Síndrome de pernas inquietas

A síndrome de pernas inquietas é caracterizada por uma sensação desagradável nos membros inferiores e superiores, afetando principalmente as pernas, como o nome já sugere. 

As pessoas com essa síndrome sentem “algo fervilhando ou rastejando sobre suas pernas” sempre que ficam sentadas ou se deitam, principalmente na hora de dormir.

A cada 100 pessoas, 10 já experimentaram o desconforto da síndrome das pernas inquietas alguma vez na vida. Apesar de ser mais comum em indivíduos mais velhos, esse distúrbio pode ocorrer em pessoas de todas as idades.

Sonambulismo

O sonambulismo é um distúrbio do sono que faz com que a pessoa ande ou faça atividades durante o sono. É caracterizado como um despertar incompleto, onde uma parte do cérebro da pessoa desperta sem a consciência do fato. 

Em geral, os episódios de sonambulismo ocorrem na primeira metade do sono e sem sintomas autonômicos associados (sudorese ou taquicardia). Ao acordar, a pessoa geralmente não se recorda do ocorrido ou do que fez.

É mais comum em crianças, tendo o pico na fase de transição para a adolescência. Podendo ocorrer em cerca de 4% dos adultos.

Sonilóquio

O Sonilóquio é caracterizado por episódios frequentes de vocalização de sons incompreensíveis e ruídos ou ainda, conversas coerentes durante o sono. 

Tem uma tendência maior de ocorrência durante a infância, mas também ocorre entre adultos.São mais frequentemente em períodos de stress, febre ou sono perturbado.

Como é feito o diagnóstico dos distúrbios do sono?

O estudo do sono, ou polissonografia, é o exame mais indicado para diagnosticar e classificar os distúrbios do sono. 

Através da polissonografia é possível avaliar as atividades do cérebro, dos sistemas do organismo e suas interações ao longo da noite. Dessa forma, o médico especialista obtém uma melhor compreensão do sono do paciente e de qualquer problema relacionado a ele.

Já escrevemos um post sobre o exame de polissonografia no Blog da Somed. Você pode saber mais sobre ele clicando aqui. Em nosso site também temos uma sessão onde falamos mais a respeito dos distúrbios do sono. Conheça nossa página sobre tratamentos para distúrbios do sono

Problemas para dormir? Procure ajuda profissional! 

Se você tem dificuldades para dormir e gostaria de investigar a fundo a causa dos seus sintomas, procure orientação profissional. Um médico especialista em medicina do sono é o profissional mais adequado para lhe orientar sobre o tema.

O que é o exame de espirometria?

O que é o exame de espirometria?

Você sabe quanto ar o nosso pulmão consegue armazenar?  Se sua resposta foi “depende”, você está no caminho certo para responder à pergunta.  Medir o fluxo de ar que entra e sai de nossos pulmões nem sempre foi simples, desde a Grécia Antiga existem relatos...

O que é paralisia do sono?

O que é paralisia do sono?

A paralisia do sono é um distúrbio do sono caracterizado pelo sentimento de imobilidade durante a transição do estado de vigília para o sono — quando a pessoa está indo dormir — ou do estado de sono para a vigília — quando a pessoa está acordando. A pessoa afetada por...

Asma: causas, sintomas e diagnóstico

Asma: causas, sintomas e diagnóstico

A asma é uma doença respiratória provocada por uma inflamação nas vias aéreas, causando dificuldades para respirar e uma série de outros sintomas.  As crises de asma são a 4º causa de internação em hospitais no Brasil e estima-se que existam no país...

Tratamento para rinite: tudo o que você precisa saber

Tratamento para rinite: tudo o que você precisa saber

Se você sofre com rinite, saiba que não está sozinho: Segundo a Organização Mundial da Alergia (WAO), cerca de 40% da população mundial sofre com esse problema. Espirros, nariz entupido, corrimento nasal, coceira… a rinite pode ser MUITO incômoda.  Uma crise de...

Polissonografia: como funciona e para que serve?

Polissonografia: como funciona e para que serve?

Você sabia que enquanto você dorme diversas áreas do seu cérebro controlam o sono e influenciam seus diferentes estágios? A polissonografia, também conhecida como estudo do sono, é a monitorização dessas diversas funções do organismo realizada enquanto o paciente está...