Narcolepsia

É uma doença genética caracterizada por sonolência excessiva diurna, cataplexia (perda súbita de tônus muscular deflagrada por emoções), paralisia do sono, alucinações hipnagógicas e comportamentos automáticos, durante os quais atividades complexas podem ser realizadas sem consciência ou memória do ocorrido. Tem similaridades com alguns tipos de epilepsia e devem ser analisadas pelo especialista competente. Está ligada aos mecanismos do sono REM, onde estes pacientes entram em sono REM em até 5 minutos após iniciar o sono, enquanto pessoas normais raramente tem tal rapidez.

Em 2001 foi descoberto que a maioria dos narcolépticos tinham perda de celulas hipotalâmicas contendo hipocretina.

O primeiro episódio em geral ocorre na puberdade entre 15 e 25 anos. Sua prevalência é cerca de 50 por 100.000 pessoas.